Self​-​Titled

by Pestox

/
1.
03:00
2.
03:09
3.
02:37
4.
02:56
5.
03:53
6.
7.
02:58
8.
04:04
9.
02:05

about

Debut from Pestox a punk-rock band from Almada, Portugal.
Catchy and simple songs, in Portuguese. Sing-a-long is the name of the game and on this record they play it really well.
Imagine Ramones alongside Cock Sparrer, with a personal touch. Sold Out CD.

This was the first Infected Records DIY release!

Catalogue: IR#001

credits

released March 10, 2003

tags

license

all rights reserved

about

Infected Records Lisbon, Portugal

Record label, agency and show promoter based in Portugal.

Est. 2003.

Good Music.
Good People.

contact / help

Contact Infected Records

Streaming and
Download help

Redeem code

Track Name: Solidão
Tens coragem de partir sem nenhuma razão
C'a vontade de subir sem ninguém te dar a mão
Sobes a parada para esquecer alguém
E no meio da multidão tu sentes que não és ninguém

Confiar nesse momento, ficas logo a pensar
Tu já nem consegues amar

(REFRÃO)
E agora estás na solidão e já não podes regressar
Vai para longe, foge p'ra bem longe
Para que não possas mais voltar

Confiar nesse momento sem nenhuma razão
Leva-te ao rubro no meio da multidão
Pensas que estás só e em ti podes confiar
Ouves os segredos e logo pões-te a falar
Logo a falar...
Track Name: Bagaço
Acordo bêbedo e bêbedo vou p'ra rua
Passo na tasca, já vou meio apagado
Que vida a minha, ando sempre na lua
Se não me intero hei-de ser um desgraçado

Trabalhar, lá vou eu todo stone
Para ganhar o pão nosso de cada dia
Sou solteiro e por isso ando c'a fome
Lá vão os tempos que eu ainda partia

O bagaço é dono de mim
Infelizmente, que remédio
Dá cabo de mim

Sai de casa numa noite gelada
Passei p'la tasca para beber um sumo de cevada
Lá fui mais a minha prima Ana
Pó Bairro Alto comprar Marijuana

Apanhei uma moca e fiquei de rastos
E a minha prima foi parar ao hospital
Com os médicos gastei um dinheirão
E mais valia ter bebido um bagação
Track Name: Sexta-Feira
Sexta-Feira fui ao cinema
Já me encontrava engripado
Quando sai é que reparei
Quando fui apanhar o autocarro

Mas não cheguei a apanhar
Fui a pé com uma miúda
Foi comigo ao cinema
Fomos os dois apanhar ar
E o tempo não passa
E o meu corpo a ressacar

Segunda-Feira, Terça-Feira, Quarta, Quinta, Sexta estou doente
Já não posso ver mulheres pela frente

E lá fomos nós a conversar
Sobre a vida e o sistema
Aquele frio estava p'ra rachar
E nós os dois num bom dilema

Não ligava pá conversa
E logo pus-me a pensar
Mulheres é o que não falta
E doente não posso ficar

E depois como vou curtir
No outro dia a seguir
Sábado à noite não posso falhar
Os meus amigos não iam gostar
Track Name: Vida de Cão
Quando vais para a cidade
Que fazes tu na carteira do Tó
Qual será a tua identidade
Para ires comprar o pó

Na rua todo badalhoco
Quando dormes no barracão
À cabeça e ao soco
E és capaz de ir para a prisão

Tu tens uma vida de cão
E nunca digas que não

Qual será a tua salvação
Quando tiveres c'os pés p'rá cova
Não será uma desintoxicação
E muito menos um chuto de coca

Sem dinheiro para vestir
Sem dinheiro para comprar pão
E o teu corpo anda a fugir
A fugir para dentro de um caixão
Track Name: Serafim
Pela autoestrada
Sem rumo certo
Todo ele a tremer
E o meu sorriso é indiscreto

Quando passas pela praia
Tudo olha para ti
És uma reliquia, um 2 cavalos
Meu carro, meu Serafim

Será que chegas ao fim
Serafim

Vou para todo o lado
Contigo é sempre a curtir
Quando não tens a capota
Quem vai lá dentro, vai a sorrir

Sempre acelerado
A abrir a 100 à hora
Pestox a bombar
Sem destino pela estrada fora
Track Name: Rock Na Praia
Eu ando pela praia com mau aspecto
Posso ser tudo menos discreto
Não me importa o que os outros dizem
'Tou-me a cagar que eles se grizem

Sempre descalço pelo alcatrão
Com cuidado p'ra não pisar um cagalhão
Esta praia é nojenta
Costa da Caparica violenta

Rock-rock-rock na praia
Sempre a curtir com os da minha laia

Houve um matacão armado em bom
Desatinou com o meu som
Ficou naquela de me lixar
Ficou no chão de papo p'ró ar

Levou um soco no meio da boca
Parti-lhe os dentes, saltou-lhe a touca
Se mais algum se armar em garanhão
Leva 3 marradas, levanta os pés do chão
Track Name: Puto Rebelde
Foste para a prisão, tu não tens lição
Estás de saída e fazes merda à partida
És um puto rebelde, só queres divertir
E andar c'a malta sempre a curtir

E és um puto rebelde, só queres divertir
Andar com a tua malta, sempre a curtir
E quando as coisas correm mal, chamas os mais velhos
Senão levas na tromba e ficas logo feito

E com, com ou sem a moca
Parto isto tudo
Quando vem a bófia
Faço-me de surdo
Quando vêm ter comigo
Ponho-me a fugir
Porque sou um puto rebelde
E só quero curtir

Somos putos rebeldes
Só queremos diversão (divertir)
Andar com a nossa malta
Na curtição (sempre a curtir)
E quando as coisas correm mal
Saltam-nos logo em cima
E 1,2,3,4 e toma lá e pimba pimba
Track Name: Sozinho
Era um puto e tinha uma ideia
Que agora não tenho acerca do mundo
Nos dias de hoje estou a bater no fundo
Vivi num mundo de ilusões

Não me preparei prá realidade
Nem sequer pensei em competir em humanidade
Um jogo duro, um jogo de verdade
Onde o trunfo é a falsidade

Um bolso cheio é quem vence
Uma voz afónica fica pelo caminho
Nem penses nunca em parar de lutar
Luta nem que estejas sozinho

Luto por mim sem ferir ninguém
Jogo o meu jogo, faço-o sem ter medo
Para mais tarde poder estar sossegado
E ter alguém, alguém ao meu lado

Bem consciente da realidade
Conseguir escolher o que me dá prazer
Correr atrás dos meus desejos
E ver o mundo a conviver
Track Name: Puxa Saco
Olhas para mim
Fazer-me ao olhar
Cuida de ti
Não podes tropeçar

És amigo do patrão
Não me posso esquecer
Tens um grande cabeção
Vou-te dar, vai-te doer

Quando te pôr as mãos em cima tu vais ver
O que na realidade vais sofrer

És um grande burro
Fazes sempre a mesma finta
Antecipo-te de cabeça
Que classe, que granda pinta

E quando fazes merda
Saltas logo do buraco
Chibas-te ao patrão
Mas que grande puxa saco